Filme da Barbie – Barbie Apresenta a Pequena Polegar

A Pequena Polegar tem tanto de pequena como de corajosa. Um Filme da Barbie surpreendente cheio de ação, atitude proativa e chamada à consciência ecológica.

Se desejar ver o Trailer de Filme da Barbie Clique AQUI

Barbie Apresenta a Pequena Polegar – Sinopse

Polegarzinha é uma menina proativa e corajosa que vive em Vila Twillerbee, no mundo mágico de Twillerbee, próximo mas imperceptível aos humanos. Certo dia, Polegarzinha vem encontrar-se com suas amigas com uma grande novidade: trazia um par de asas para todas e muita vontade de convencer suas amigas a experimentar. Foi nestas circunstâncias que estas meninas, do tamanho de um polegar, vêm aproximar-se grandes máquinas dirigidas por humanos. Uma dessas máquinas recolhe o monte de flores onde elas estavam aparecendo ele transplantado no quarto da menina humana que o tinha exigido aos pais. As pequenas Twillerbees acordam, então, num apartamento de cidade, de onde conseguem vislumbrar Vila Twillerbee ao longe, através de grandes vidraças. Será que conseguem regressar a casa? O que acontecerá se a menina humana descobrir as três pequenas twillerbees? Poderá existir amizade e compreensão entre pessoas de dois mundos tão diferentes?

Barbie™ é marca registada da Mattel. Todos os direitos reservados

Barbie Apresenta a Pequena Polegar – Enredo

Barbie conduz um grupo de 8 crianças para uma atividade ecológica ao ar livre. Uma das meninas é chamada à atenção, pelas outras crianças, de que a árvore que vai plantar é demasiado pequena. Então Barbie reúne as crianças e explica-lhes que mesmo a menor árvore pode fazer uma grande diferença. Conta-lhes então a estória da Pequena Polergarzinha, uma menina do mundo mágico de Twillerbee que certo dia, depois de finalmente ter demonstrado às suas amigas Chrysella e Janessa que é possível voar e lhes ter oferecido um par de asas a cada uma, é apanhada num canteiro de flores que é transplantado para o quarto de dormir de uma menina humana. Esta menina de nome Makena, não gosta de ficar atrás perante suas amigas, relativamente aos presentes dos pais. Mas, depois da excentricidade do pedido do canteiro de flores na competição com suas amigas, Makena entra em contacto com três meninas do mundo mágico de Twillerbee que lhe trazem grandes mudanças à sua vida.

Apresenta a Pequena Polegar – FICHA TÉCNICA

Ano 2009

A Mattel Entertainment apresenta Thumbalina, uma Produção Rainmaker Entertainment

  • Enredo: Elise Allen
  • Produção: Luke Carroll e Tiffani J. Shuttleworth
  • Música: Eric Colvin
  • Design de Produção: Walter P. Martishius
  • Produtores executivos: Rob Hudnut e Jennifer Twiner Mc Carron
  • Direção: Conrad Helten

A estória tradicional do Pequeno Polegar 

Pensamos que o enredo deste filme da Barbie terá sido inspirado na estória do Pequeno Polegar, existente há vários séculos, e publicada pela primeira vez em 1697 por Charles Perrault. Este autor, depois de reformado resolveu escrever todas as estórias que ouvira de sua mãe: O Chapeuzinho Vermelho, a Bela Adormecida, O Gato das Botas, Cinderella, O Barba Azul e O Pequeno Polegar. Ao dar-lhes acabamento literário, tornou-se o primeiro escritor a estabelecer o género Contos de Fadas e assim, chamado de Pai da Literatura Infantil. Algumas destas histórias foram mais tarde repostas pelos Irmãos Grimm. No Filme da Barbie – Barbie Apresenta a Pequena Polegar, pensamos que a autora do enredo se inspirou na estória do Pequeno Polegar para criar Thumbalina, com um elevado contorno de contemporaneidade. A palavra thumbalina vem do Inglês THUMB que significa polegar.

Eis um resumo da estória, que deu inspiração ao filme da Barbie: Era uma vez um lenhador muito pobre que tinha 7 filhos. O mais novo chamava-se Polegar porque se dizia que quando nasceu, era tão pequeno, que tinha o tamanho de um dedo polegar. Apesar disso, era dotado de uma grande inteligência. Como não tinham comida suficiente para criar os filhos, o lenhador e a mulher decidiram abandoná-los na floresta, pois ouviram dizer que lá havia um gênio bom que os criava. Polegar, sempre atento, ouviu a conversa dos pais e no dia seguinte levou consigo pedrinhas brancas que foi deixando pelo caminho. Nessa noite, as crianças conseguiram regressar a casa. Os pais, desesperados fecharam-nos num quarto pelo que, no dia seguinte, Polegar apenas tinha feijões dos bolsos. Ele bem que os espalhou mas as aves comeram-nos e aí as crianças ficaram mesmo perdidas na floresta.

Na tentativa de regressarem a casa percorreram a vasta floresta e acabaram entrando no castelo de um gigante muito mau que os queria comer. Os meninos conseguiram fugir dele mas o gigante calçou as suas Botas de Sete Léguas, que eram mágicas e com as quais um paço podia medir até sete léguas (cada légua corresponde a um valor de 4 A 7 Km, 7 léguas é 7 vezes mais). O gigante correu montes e vales e não conseguiu encontrar as crianças. Cansado adormeceu próximo do local onde elas estavam escondidas. Polegar aproximou-se e, como era pequenino, entrou numa das botas e ordenou que ela os levasse ao Castelo do Gigante. Ali, as crianças pegaram o tesouro dele e depois pediram às botas que os levassem a casa de seus pais. As botas eram mágicas, e levaram-nos até lá. A partir dessa altura, o lenhador não mais precisou de se preocupar com comida para seus filhos. A família viveu junta e feliz para o resto das suas vidas e polegarzinho, apesar de ter ficado um homem pequeno, foi sempre respeitado por todos devido à sua inteligência e esperteza.

SUGESTÕES

Sugerimos um PUZZLE da PEQUENA POLEGAR  ou  um episódo dos  PADRINHOS MÁGICOS – Meninos e Meninas